Novidades

Descubra tudo o que acontece
no grupo zaffari.

Coleção Dicionários homenageia Clarice Lispector

27.01.2016

[:pb]Húngara naturalizada brasileira, uma brilhante e recatada escritora que ultrapassa fronteiras com seus textos, Clarice Lispector é a primeira mulher a ganhar as páginas da Coleção Dicionários. Lançado este ano, Clarice Lispector – A transcendental visão do quotidiano é o 11º volume da coletânea – um projeto do poeta e editor Luiz Coronel, realizado pelo Grupo Zaffari em parceria com o Ministério da Cultura e o apoio da Lei de Incentivo à Cultura.

De A a Z, o dicionário traz os significados das palavras conforme as obras da autora. Além disso, relembra as fases de sua vida profissional: da experimental, nos anos 40 e 50, seguindo o modelo de João Cabral de Melo Neto ao cunho social, em 1977, trilhando os passos do nordestino Graciliano Ramos, passando pela época intimista e filosófica, na década de 60, e aderindo a “lixeratura” durante a repressão.

Trechos de algumas das mais marcantes crônicas, romances ou contos de Clarice, a exemplo de A Hora da Estrela, A cidade sitiada e A paixão segundo G.H., são encontrados na publicação.

As obras estão disponíveis em todas as lojas Zaffari e Bourbon.[:en]

Húngara naturalizada brasileira, uma brilhante e recatada escritora que ultrapassa fronteiras com seus textos, Clarice Lispector é a primeira mulher a ganhar as páginas da Coleção Dicionários. Lançado este ano, Clarice Lispector – A transcendental visão do quotidiano é o 11º volume da coletânea – um projeto do poeta e editor Luiz Coronel, realizado pelo Grupo Zaffari em parceria com o Ministério da Cultura e o apoio da Lei de Incentivo à Cultura.

Clarice-Lispector_2016

De A a Z, o dicionário traz os significados das palavras conforme as obras da autora. Além disso, relembra as fases de sua vida profissional: da experimental, nos anos 40 e 50, seguindo o modelo de João Cabral de Melo Neto ao cunho social, em 1977, trilhando os passos do nordestino Graciliano Ramos, passando pela época intimista e filosófica, na década de 60, e aderindo a “lixeratura” durante a repressão.

Trechos de algumas das mais marcantes crônicas, romances ou contos de Clarice, a exemplo de A Hora da Estrela, A cidade sitiada e A paixão segundo G.H., são encontrados na publicação.

As obras estão disponíveis em todas as lojas Zaffari e Bourbon.

[:es]

Húngara naturalizada brasileira, uma brilhante e recatada escritora que ultrapassa fronteiras com seus textos, Clarice Lispector é a primeira mulher a ganhar as páginas da Coleção Dicionários. Lançado este ano, Clarice Lispector – A transcendental visão do quotidiano é o 11º volume da coletânea – um projeto do poeta e editor Luiz Coronel, realizado pelo Grupo Zaffari em parceria com o Ministério da Cultura e o apoio da Lei de Incentivo à Cultura.

Clarice-Lispector_2016

De A a Z, o dicionário traz os significados das palavras conforme as obras da autora. Além disso, relembra as fases de sua vida profissional: da experimental, nos anos 40 e 50, seguindo o modelo de João Cabral de Melo Neto ao cunho social, em 1977, trilhando os passos do nordestino Graciliano Ramos, passando pela época intimista e filosófica, na década de 60, e aderindo a “lixeratura” durante a repressão.

Trechos de algumas das mais marcantes crônicas, romances ou contos de Clarice, a exemplo de A Hora da Estrela, A cidade sitiada e A paixão segundo G.H., são encontrados na publicação.

As obras estão disponíveis em todas as lojas Zaffari e Bourbon.

[:]