Novidades

Descubra tudo o que acontece
no grupo zaffari.

Um concerto para ficar na memória

17.12.2012

Quem compareceu ao Concerto de Natal, realizado no Parque Moinhos de Vento – Parcão no domingo, 16 de dezembro, certamente ficará com a apresentação registrada na memória. Evento tradicional em Porto Alegre, o concerto trouxe este ano a cantora Vanessa da Mata, que compartilhou suas canções com a Orquestra Filarmônica da PUCRS.

Regidos pelo maestro Marcio Buzatto, a orquestra e o coral também foram acompanhados pelas vozes dos solistas Adriana de Almeida (soprano), Jean Marcel de Lima (tenor) e Pedro Spohr (baixo). O Ballet Concerto e o grupo carnavalesco Imperadores do Samba subiram ao palco com coreografias especiais.

No repertório, canções clássicas e populares, como Valsa das Flores e Isso aqui o que é?, além de músicas natalinas, a exemplo de Noite Feliz e variações de Jingle Bells. Vanessa da Mata cantou sucessos como Ai ai ai e Amado.

A artista mostrou muita identificação com o povo gaúcho, cantando até mesmo um trecho da música É disso que o velho gosta. Ela ainda não tem data para retornar ao estado, mas afirma que no Rio Grande do Sul, sente-se em casa. Vanessa recebeu em seu camarim o mascote do Zaffari, Esquilo, e falou um pouco mais sobre a sua participação no concerto. Confira:

Como é a experiência de se apresentar junto à orquestra?
Vanessa da Mata – É sempre uma delícia se apresentar com uma orquestra. É magnífico estar ao lado de pessoas extremamente direcionadas, pessoas que estudam o tempo todo, fazem a música sair um pouco diferente. E, em um evento como este, de graça, para tanta gente, em pleno Natal, pra mim é uma honra.

A cidade onde você viveu sua infância, no Mato Grosso, tem muitos imigrantes gaúchos. A música daqui influenciou o seu trabalho de alguma forma?
Vanessa da Mata – Deve ter me influenciado, porque eu dançava pilchada no CTG, dançava músicas do Gaúcho da Fronteira. Até cantei um pedacinho da música dele agora… Eu ouvi muito, acho que deve ter me influenciado. Tenho uma polirritmia na minha música que abrange um pouco de tudo.

Do que você mais gosta quando visita o Rio Grande do Sul?
Vanessa da Mata – Adoro vir pra cá, já tenho lugarzinho pra comer, amigos… De tanto vir já comecei a criar motivos confortáveis, como se fosse a minha casa, um lugar onde eu me conforto. Geralmente tem alguns lugares onde você vai que não tem onde comer, não tem com quem conversar, fica sozinho no hotel… Quando eu venho pra cá é uma festa, vou pro sol, saio pra rua e vou me encontrar com as pessoas.

[nggallery id=130]